sábado, 19 de maio de 2012

Coluna do Dr. Marcelo Paiva Paes : Blog Cartão Vaermelho



Um Inimigo Poderoso
Álex Garcia me responde ao e-mail que lhe enviei dizendo não acreditar que divergência de opinião fosse razão para que eu parasse de escrever. Então, em vez de responder pelo mesmo e-mail que recebi dele, vou responder como artigo, e assim aproveito para fazer mais uma manifestação.
O problema não está na divergência de opinião, o problema está quando percebo que as mídias sociais estão sendo usadas não para dar opiniões sinceras, mas para dissimular interesses “estratégicos”. Ou seja, não mais como fonte de opiniões verdadeiras, mas como elemento para confundir a opinião publica. Sou contra. Sou contra enganar. Debato idéias, e não dissimulacros de estratégias capengas.
Alfredo Gonçalves, tratado como pária nas mídias sociais, Alfredo Gonçalves, fartamente denunciado pelos Blogs em seus vários interesses na prefeitura, agora vira herói. Mas sabem por quê? Não é porque estas mídias o achem mesmo herói, ninguém quer saber dele, e esta é a verdade, mas porque elas querem, como eu sempre defendi, que o PMDB tenha candidato próprio. 
 
E vêem risco do PMDB apoiar outro candidato. E acham que enaltecendo Alfredo isto asseguraria a chance dele concorrer. Pois insisto que exatamente se ficar com Alfredo, é que o PMDB irá ter outra candidatura. O Picciani não é idiota, ele não vai se deixar levar para uma aventura do Alfredo.
Ao Alfredo interessa ser candidato mesmo para perder, ao PMDB não. E aí o leitor dirá, mas o Bernardo também não perde? Sim, mas o Bernardo tem identidade com o partido, é um ex-deputado, foi deputado junto ao hoje vice presidente da República, Michel Temer, que inclusive o indicou para presidir a Comissão de Minas e Energia, ou seja, Bernardo tem muito mais condições de perder, mas reerguer o PMDB, tem uma rádio poderosa na cidade, pode facilmente ser secretário em qualquer prefeitura, enfim, tem condições de reconstruir o PMDB. Alfredo não. E o PMDB sabe disso. Sabe que deixar Alfredo ser candidato apenas para agradá-lo é jogar a sigla no chão.
Alfredo se arrebentou todo, e não fui eu quem denunciou as graves relações empresariais com a prefeitura, eu sempre denunciei a sua pífia estratégia política de acreditar em Marquinhos, apenas isso. Alfredo se diz traído mas não teve nem o cuidado, e nem o respeito com o povo, de pelo menos pedir a Agnaldo Capp que saísse da Chefia de Gabinete do Prefeito, cargo no qual substituiu o próprio Alfredo. 
 
Minhas críticas ao Alfredo são as mesmas de sempre, ele fez acordos políticos inviáveis, e agora, no fim da história, quer se arrepender. Vá para o fim da fila. É assim na política.
Mas os blogs não. Os blogs mudaram de opinião. Os blogs não vão cobrar nada da declaração do Alfredo, nenhuma atitude mínima, como, por exemplo, a saída do Agnaldo? Não, parece a CPI do Cachoeira, vamos fingir que acreditamos, vamos iludir o povo.
Sobre mudança, devo dizer que quem sempre encheu a caixa de comentários do Chicão usando o Dom Helder Câmara e o seu passado de integralista para mostrar que uma mudança é possível, fui eu. 
 
Então, com todo o respeito que merece, não venha o Chicão com esta novidade angelical de que as pessoas podem mudar como Dom Hélder mudou. Ele sabe muito bem que eu sempre lhe disse isso, e ele, ao contrário, sempre desconheceu isto.
Agora, as mudanças na política (que eu defendo que aconteçam e podem até acontecer ao Alfredo), colocam as pessoas numa fila em que ela não estava. Entretanto, não a fazem líder ou herói desta fila de uma hora para outra.
O Chicão, por sua vez, mostra que não me respeita. Afinal dizer que eu estou feliz porque o PMDB iria para o Jânio? O que tenho eu a ver com o PMDB? Além disso, escrevi recentemente um artigo condenando Jânio pelo processo contra o próprio Chicão, escrevi vários artigos criticando-o politicamente, coloquei-o em uma saia justa no programa do Bernardo ao lembrar-lhe que a prometida audiência pública para tratar da violência e das ameaças de violência em Cabo Frio, inclusive ao Chicão, haviam ficado só na promessa. 
 
Ajudei na questão do PCB, e ele dizer que os contatos eram furados é apenas desdém, pois tenho certeza que o Leitão falou com as pessoas, e se não conseguiram o apoio ao PSOL reforçaram a posição contra o Jânio. Enfim, tenho toda uma história publicada contra a posição do Jânio (não contra o Jânio como pessoa), mas o Chicão diz o que quer na sua mídia, o problema é que às vezes faltam critério, compromisso com a verdade e respeito, e o texto escrito acaba servindo apenas para confundir, e indispor pessoas.
Isto cansa. E aí é melhor parar do que mudar de opinião. Mas o Chicão está buscando novos confrontos, e acho que a bola da vez em quem ele quer colocar posições políticas segundo a sua intenção de criar apenas um fato, seja ele qual for, pode ser este pobre miserável aqui.
Não consigo acreditar que ele esteja tentando colar minha imagem ao Jânio, ou a qualquer estratégia de colocar o PMDB no colo de “A” ou “B”. Primeiro porque não tenho este poder todo, segundo porque eu não acreditar na transformação do Alfredo em nada muda o destino do PMDB, terceiro porque sempre defendi que hajam várias candidaturas, quarto porque se nós falamos há pelo menos dois anos que Alfredo seria traído, e se ele só descobre isto agora, apenas mostra que ele é um bobo e não um herói, e que não sabe identificar quem é quem na política, sendo esta mais uma razão para um partido não acreditar nele, e em quinto porque não cola esta história.
 
 Pois tudo o que eu tenho escrito e dito, inclusive em defesa do Chicão, é diferente daquilo que ele diz. Mas, às vezes acho que o conteúdo das coisas parece pouco importar, o que importa é a fofoca que a “notícia” pode produzir.
Bem, o nosso querido Chicão parece estar procurando um novo inimigo. Mas para que fique claro o tamanho do meu poder ofensivo, e para que depois ele não diga que eu não o avisei, vou ser curto e grosso: minha mãe diz que eu, quando criança e enquanto dormia, chegava a babar no travesseiro. Então, se cuida bichão, que eu não sou rockeiro não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário